Dificuldade de concentração na adolescência: o que fazer?

A atenção e a concentração continuam sendo as bases do aprendizado e da memorização. No entanto, ao contrário do que imaginamos, nosso cérebro não foi transformado em uma máquina multitarefa. Quando há muitos estímulos, ele não consegue lidar com isso. Ele faz malabarismos entre uma atividade e outra. Daí a fadiga cognitiva e a dificuldade de concentração nos incapacita de completar a tarefa.


Descubra como melhorar a concentração de seu filho adolescente com técnicas que ajudarão nos estudos.

Dificuldade de concentração na adolescência

Para a concentração, ao contrário da crença popular, os pais têm um papel a cumprir. Atenção e concentração são coisas que podem ser aprendidas. Os jovens devem ser ajudados a implementar as estratégias a seguir:

Afaste o celular

Eles são considerados autônomos, mas os adolescentes ainda precisam da ajuda dos pais. Eles ainda não conseguem, quando dopados com o smartphone, removê-lo sozinhos. Portanto, afaste o Smartphone de seu filho durante as atividades, especialmente das redes sociais.

Organize o local de aprendizagem

Os especialistas em concentração em adolescentes acreditam que o local de aprendizagem deve ter o mínimo de estimulação externa possível, e desaconselham, por exemplo, distrações como posters, quadros chamativos, cores fortes, luzes muito fortes no local mais comum utilizado para as atividades da escola.

Estabeleça metas claras

A escola é o lugar que faz a ligação entre o aprender e o futuro profissional, uma boa dica para melhorar a concentração na adolescência é criar metas que possam estimular o futuro, por exemplo, anote chamadas de ordem como: “Eu quero ser..., para isso preciso, eu vou conseguir, sou capaz de atingir meus objetivos".


Segundo os especialistas em concentração, estas chamadas estimulam algumas regiões do cérebro responsáveis pela organização das ideias.

Ajude seu filho(a) a se livrar de ideias perdidas 

E se existem pensamentos parasitas, é porque existem emoções parasitas: "Não vou chegar lá", "Que meus pais vão pensar se eu falhar?". Ajudar o adolescente a se perguntar: “O que está me bloqueando emocionalmente?” E ajudá-lo(a) a se livrar das emoções negativas que o impedem de se concentrar.


No dia em que o bom aluno tira uma nota ruim, não é só um acidente que pode acontecer por falta de preparo, mas é um autojulgamento. Daí acontece o colapso da motivação e a concentração. Portanto, elogie mais o seu esforço do que o resultado.

Faça-o participar da rotina da casa 

Geralmente costumamos inculcar em nossos filhos que sua única obrigação é com relação aos estudos, acontece que o adolescente que não faz nada em casa mantém a mente vazia por mais tempo e isso gera uma zona de conforto ao cérebro que dificulta na hora de concentrar-se. 


Desta forma, delegue funções do dia a dia da casa ao seu filho adolescente.

Fale com seu filho todos os dias

A comunicação ainda é a melhor forma de ajudar seus filhos, fale diariamente com ele(a) e procure informações que geralmente o impedem de manter a concentração.



Às vezes preocupações como o primeiro emprego, namoro ou o próprio futuro podem travar o raciocínio e diminuir a concentração na adolescência.


Portanto, fale com seu filho(a) e faça parte de sua vida em todos os momentos!


Comentários (0)


Deixe um comentário